Putas das Góticas

Wednesday, February 21, 2007

o comando

oh meu dEUS, o comando da televisão deixou de dar! e agora como é que vou mudar de canal? como é que ligo a televisão? como é que eu ponho mais alto ou mais baixo? como é que eu boto no "mute"? como?! eu que sou uma pessoa paradinha, assim encostada vá, não gosto de ter que me levantar e andar 2 metros para fazer o zapping. é que essa brincadeira dá cabo do reumático!
eu tenho cá para mim, que foi por ter vertido chá da caneca, quando ontem à noite saltei para cima da cama assim duma maneira abrutalhada, não sei. acho que caiu chá para cima do comando e do espelhinho e assim. custa-se-me a entender porquê logo agora! porque aquilo era comando bom, era duradoiro e essas coisas!
então não é que no outro dia estava assim com o aquecedor em cima da cama por causa do frio. estava a ver televisão e a aquecer os pés, não me estava a apetecer ir logo para debaixo dos lençóis. estava, portanto, sossegadita a ver do doctor house e vai nisto que se me começa a cheirar ao queimado. assim um cheio a plástico queimado nauseabundo. levanto-me e constato que o comando estava todo derretido assim na parte de baixo, ficou às ondinhas. (o comando e o telemóvel) escaldei-me quando peguei nele, lá bufei, carreguei nos botões e o comando ainda funcionava melhor! ele tinha sobrevivido! que maravilhada que eu fiquei. o compartimento das pilhas andava muito largueirão e com o calor aquilo ficou-se-me mais apertdadinho. ficou a funcionar mesmo bem, já não precisava de lhe bater e carregar ali à bruta nos botões. é que uma pessoa enerva-se quando está distraída a fazer a lida do quarto e começa a cantar, assim sem avisar nem nada, aquela gaja dos óculos com a voz irritante, a... aquela que agora lhe deu p'ra andar de chapéu... a anastasia, e não se consegue mudar de canal nem à primeira nem à segunda tentativa. isto consome uma pessoa e para se ganhar ulceras é um instante, eu não estou p'ra isso. ai não estou, não senhora!
portanto, o que é que eu faço à minha vida? eu sei que não sou uma pessoa rotineira, e não vejo televisão regularmente, mas poder mudar de canal sempre que apetece, dava jeito. é desta que passo a ver ainda menos televisão. por exemplo, já não a tentava ligar desde domingo para ver a hora h. que não pude ver porque tive que sair, mas isto já não é para aqui chamado, porque ele há gente muito invejosa. há! que o há, que eu sei. gente que, se vê que a outra é assim mais arranjada ou tem o busto maior, é pessoa para fazer coisas do mal, aquelas bruxarias e assim. não me estava nada a apetecer ver uma galinha morta em cima dum monte de fezes e sal quando fosse a sair de casa. é chato ter que limpar aquilo. eu nem acredito nessas coisas. mas aborrece, sei lá...

5 (Mas já chegou o Halloween?):

LilyStrange said...

eu não sabia que a gente podia ver a televisão. eu só vejo porque arranjei uma a preto e branco.
mas diz que há comandos universais, isto é, não saºoa anti-sociais mas sim umas maria-vai-com-as-outras. É. vai ao chineses.

Lenore said...

eu acho q tenho aqui p casa um ou dois desses, dos q custam p cima de dois contos da alemanha, e era o cabo dos trabalhos p pôr a dar. desprogramavam-se mt facilmente e era voltar a estar 2 horas de comando em riste apontado à tv p encontrar o código outra vez. vou à worten... ver o q se arranja. mas antes vou ver se com umas pilhas novas, aquilo dá. eu tenho esperança pelo comando moribundo. shuif

LilyStrange said...

achas que dá??? nunquinha. isso arrebentaste com os fusíveis.

Yashmeen said...

É uma chatice quando o comander se estraga. Nessas alturas, dá um jeitaço ter um irmão mais novo ("vá lá, és mais novo e tens boas pernas, que eu quero vero Dr. House")

Arya said...

eu negligenciei a tv durante anos. agora que existem umas sériezitas para ver, o desgraçado do aparelho avariou.
custa passar de 55 cm para 30.

*chora baba e ranho*
*porque o tamanho REALMENTE importa*